IMG-LOGO
   

            

 

 

 

 

 

Iniciativa de Segurança Global: Uma Proposta daChina para defender a Paz

 

Em 21 de abril, o presidente chinêsXi Jinping lançoua Iniciativa de Segurança Global, durante a recente Conferência Anual 2022 do Fórum Boao para a Ásia, que juntamente com a Iniciativa de Desenvolvimento Global, constitui outro bem público que a China propõe à comunidade internacional.É o resultado de nossas reflexões sobre que tipo de segurança internacional precisamos atualmente e como podemos alcançá-la, no marco da visão de uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade.

 

Hoje, o mundo está passando por mudanças sem precedentes na história recente devido a ameaças tradicionais e não tradicionais, como a pandemia de Covid-19 e a crise da Ucrânia, situação que apresenta sérios desafios para a paz e o desenvolvimento, mais duas missões importantes de nossos tempos.

A Iniciativa foi uma reação da China às necessidades prementes da comunidade internacional para salvaguardar a paz mundial e prevenir conflitos armados. Coincide com o multilateralismo e a solidariedade que persegue a humanidade, que luta para superar adversidades temporárias e criar um futuro melhor na era pós-pandemia

 

Segundo o presidente Xi Jinping, a segurança global significa seis compromissos fundamentais:manter a paz e a segurança mundiais com uma visão compartilhada, abrangente, cooperativa e sustentável; respeitar a soberania e a integridade territorial de todos os países, assim comoas opções de cada povo em termos de caminhos de desenvolvimento e sistema social, persistindo no princípio da não intervenção nos assuntos internos de outros países; observar os propósitos e princípios da Carta da ONUerejeitar a mentalidade da Guerra Fria, o unilateralismo e a política de blocos e de grupos confrontantes; levar a sério as preocupações legítimas de segurança de todos os países, defender o princípio da indivisibilidade da segurança, construir uma arquitetura de segurança equilibrada, eficaz e sustentável ao invés de buscar a segurança de um país em detrimento da dos outros; resolver as diferenças e disputas entre os países por meios pacíficos e através de diálogo e consulta, apoiar todos os esforços conducentes à solução pacífica de crises, rejeitar o duplopadrão, abuso de sanções unilaterais e “jurisdição de braços longos”; conciliar a defesa da segurança tradicional e não tradicional, para enfrentar conjuntamente desafios globais como conflitos regionais, terrorismo, mudanças climáticas, segurança cibernética e biológica, entre outros.

 

Conflitos e confrontos estão causando sérias dificuldades na vida das pessoas, principalmente nos países em desenvolvimento.A paz e o desenvolvimento refletem a aspiração comum da região africana, onde há mais países em desenvolvimento, cujos povos sofreram conflitos armados.

 

Sendo o maior país em desenvolvimento e muito comprometido com suas responsabilidades, a China sempre defende os valores de paz, progresso, cooperação e ganhos compartilhados, salvaguardando a paz, a segurança e a estabilidade da região e do mundo. Através da implementação da Iniciativa de Segurança Global, a China está disposta a contribuir, juntamente com a comunidade internacional, incluindo São Tome e Príncipe, para resolver problemas regionais e globais, com o objetivo de manter a paz e a segurança universais.

 

da redação; XY-Embaixada da China