IMG-LOGO
   

            

 

 

 

Alexandre Siloto Assine vence 7.ª edição do Prémio de Revelação Literária UCCLA-CMLISBOA

 

 


No âmbito da abertura do 5L-Festival Internacional de Literatura e Língua Portuguesa, no dia 4 de maio, a UCCLA anunciou que o livro de poesia “Caligrafia”, de Alexandre Siloto Assine, é o vencedor da 7.ª edição do Prémio de Revelação Literária UCCLA-CMLISBOA - Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa. O anúncio foi feito pelo vereador da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, Diogo Moura, e pelo Secretário-geral da UCCLA, Vitor Ramalho.

 

Reveja aqui o anúncio do vencedor da 7.ª edição, que contou com a participação online de Alexandre Siloto Assine através da ligação https://www.facebook.com/UniaodasCidadesCapitaisLinguaPortuguesa/videos/1069161230609856

 

De salientar que o vencedor receberá um valor pecuniário, no valor de 3 mil euros, atribuído pela Câmara Municipal de Lisboa.

 

A 7.ª edição do Prémio de Revelação Literária UCCLA-CMLISBOA - Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa - lançada em 28 de agosto de 2021 e encerrada em fevereiro de 2022 - reuniu 281 candidaturas, de 15 países, incluindo os países lusófonos, assim como obras vindas da Ásia (Japão), África (PLP), América (Canadá, EUA) e Europa (suécia, Suíça, Eslovénia).
 

Obra vencedora atribuída a Alexandre Siloto Assine, brasileiro, de 34 anos, residente em Campinas, São Paulo, Brasil. Cresceu em Curitiba e no interior do estado de São Paulo. Formado em Letras pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Atua, desde 2014, como Analista Legislativo - Revisor na Câmara Municipal de Campinas. Em 2021, foi finalista do concurso de contos da União Brasileira de Escritores (UBE), com o conto “Uma Lição”.
 

Nesta edição, o júri decidiu atribuir duas menções honrosas:

- “Três Dias em Fevereiro” romance de Ricardo Manuel Ferreira de Almeida, português, de 49 anos, residente em Vila Real, Portugal;

- “A Invasão” prosa de Luís Henrique Aguiar, brasileiro, de 55 anos, residente no Rio de Janeiro, Brasil.

 

O júri decidiu, também, recomendar a publicação da obra “O DIÁRIO” prosa de Amílcar Campos Bernardi, brasileiro, de 55 anos, residente em Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

 

Informação do júri e Infografia da 7.ª edição do Prémio de Revelação Literária UCCLA-CMLISBOA - Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa em anexo.
 

Vencedores do Prémio Literário UCCLA:

- 2021: “O Sonho de Amadeu”, de Leonardo Costa Oliveira, Brasileiro, ed. Guerra e Paz;

- 2020: “O Heterónimo de Pedra”, de Henrique Reinaldo Castanheira, Português, ed. Guerra e Paz;

- 2019: “Praças”, de António Pedro Serrano de Sousa Correia, Português e natural de Angola, ed. A Bela e o Monstro;

- 2018: “Equilíbrio Distante”, de Óscar Maldonado, de nacionalidade Paraguaia, a residir em São Paulo, no Brasil, ed. A Bela e o Monstro;

- 2017: “Diário de Cão” de Thiago Rodrigues Braga, de nacionalidade Brasileira, natural de Corumbá, Goiás, Brasil, ed. A Bela e o Monstro;

- 2016: “Era uma vez um Homem” de João Nuno Azambuja, de nacionalidade Portuguesa, ed. A Bela e o Monstro.     


Anabela Carvalho

Assessora de Comunicação