IMG-LOGO
   

            

 

 

 

Angola e São Tomé e Príncipe impulsionam cooperação parlamentar 

 

 

Fernando da Piedade Dias dos Santos, Presidente da Assembleia Nacional
Francisco Miúdo / ANGOP

 

O presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, manifestou, esta segunda-feira, o desejo de impulsionar a cooperação entre os parlamentares angolano e de São Tomé, tornando-a mais profícua e duradoura.

O líder do parlamento angolano discursava na Reunião Plenária Solene da Assembleia Nacional, por ocasião da visita de Estado a Angola do Presidente de São Tomé e Príncipe, Carlos Vila Nova.

"Aspiramos impulsionar, ainda mais, a cooperação entre os nossos dois parlamentos, tornando-a mais profícua e duradoura, quer no plano bilateral, quer multilateral", expressou.

Fernando da Piedade Dias dos Santos informou que a Assembleia Nacional tem todo interesse de continuar a estreitar esses laços de cooperação "e tem a certeza de que os ganhos e sinergias justificam caminharmos de mãos dadas".

 

Manifestou o interesse de, no plano bilateral, dinamizar o Acordo de Cooperação com o Parlamento da República de São Tomé e Príncipe, assinado pela primeira vez em 2004.

Informou que o espírito que norteou a assinatura desse acordo foi o de consolidar a relação e os laços culturais, de amizade, solidariedade, fraternidade e de cooperação parlamentar entre os dois países.

Fernanda da Piedade Dias dos Santos acredita que as relações Interparlamentares e a diplomacia parlamentar, enquanto eixos novos de intervenção e de influência dos parlamentos, têm registado ganhos significativos "e constituem, hoje, um complemento da diplomacia clássica".

A Assembleia Nacional é um órgão legislativo que comporta 220 deputados, provenientes de quatro partidos políticos e uma coligação de partidos, tendo uma representação de 37 por cento de mulheres, no quadro das eleições de 2017.

 Angop