IMG-LOGO
   

            

 

 

 

Carlos Vila Nova é o novo Presidente de São Tomé e Príncipe

 

Carlos Vila Nova, egenheiro, 65 anos, e de acordo com os dados provisórios da Comissão Nacional Eleitoral de São Tomé e Príncipe, é o novo Presidente do arquipélago, com 57% do votos depositados em urna, o seu oponente, Guilherme Posser da Costa, recolheu 42% da votação. Vila Nova afirmou que a sua primeira tarefa é a pacificação da sociedade são-tomense. A posse está marcada para 29 de Setembro.

O vencedor da segunda volta das eleições Presidenciais em São Tomé e Príncipe - e ainda de acordo com os dados provisórios - é Carlos Vila Nova, o candidato da Acção Democrática Independente (ADI), o partido da oposição, que obteve 45 481 votos, correspondentes a 57,54%.

Guilherme Posser da Costa, candidato oficial do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe - Partido Social Democrata (MLSTP-PSD) o partido no poder, recolheu 33 557 votos, o que corresponde a 42% dos votos dos eleitores.

O candidato mais votada, nas primeiras declarações à imprensa, afirmou que a sua primeira tarefa é "a pacificação da sociedade são-tomense".

"Não é segredo para ninguém, temos vivido, lamentavelmente, uma política de ódio, de perseguição, de separação e de exclusão", e "esses males são os meus inimigos".

Carlos Vila Nova, a confirmar-se a sua vitória, será o 5.º presidente de São Tomé e Príncipe em 30 anos de democracia.

A cerimónia de posse está marcada para o dia 29 de Setembro.

Evaristo de Carvalho, que em breve completa 80 anos, não quis candidatar-se a um segundo mandato.

A segunda volta das eleições presidenciais aconteceu mais de um mês depois da data prevista devido a um impasse no Tribunal Constitucional.

Expansão