IMG-LOGO
   

            

 

 

 

 

Duas crianças morrem em inundações em São Tomé

 

Pelo menos duas crianças morreram na ilha de São Tomé, na sequência de inundações causadas por chuvas intensas que começaram na terça-feira, e que provocaram também prejuízos avultados, disseram à Lusa responsáveis são-tomenses.

 

"Morreram duas crianças, uma com 10 anos e outra com pouco mais de 1 ano", afirmou à Lusa o comissário da Proteção Civil são-tomense, Edson Bragança, explicando que o corpo de uma das vítimas mortais ainda não foi encontrado.

O responsável, que falou à Lusa pela 11:30 locais (mesma hora em Lisboa), assegurou que não havia, até ao momento, registo de feridos graves.

Segundo o comissário, houve 12 inundações em várias localidades do país, incluindo na capital, São Tomé, embora a zona mais afetada seja a do norte, e há três pontes destruídas e estradas cortadas por caus do deslizamento de terras.

A situação continua a "ser preocupante", na opinião de Edson Bragança, porque as chuvas não param.

Fonte do Governo adiantou à Lusa que as autoridades estão no terreno a recolher informação sobre o ocorrido, mas referiu que as cheias causaram "prejuízos avultados".

O Conselho de Ministros vai realizar uma reunião extraordinária ainda esta manhã para avaliar a situação, acrescentou a mesma fonte.

 sapo