Director: Octávio Soares - Contacto: 00239 9923140 - E-mail:jornaltropical05@hotmail.com / tropical05@hotmail.com - www.jornaltropical.st

 
 
 
 
 

 

 

 

Covid-19: Governo declara a situação de Calamidade face à pandemia

.09 11.202 O governo de São Tome e Príncipe declarou a Situação de Calamidade em todo o território nacional para o período de 9 á  30 de Novembro,  organizando as medidas sanitárias que serão em vigor de nova etapa de prevenção e combate a pandemia do CoVID-19 , anunciou esta manha  o porta-voz do executivo, Adelino Lucas.

Adelino Lucas anunciou o uso correcto da mascara, por todo o cidadãos, a partir dos 10 anos de idade, em todos os lugares públicos e privados fechados, de atendimento publico, nos recintos escolares e nas viaturas, de serviço publico e privado, salvando se o condutor for o único ocupante, obrigação do respeito do distanciamento físico entre cidadãos em todos os locais.

O porta-voz frisou ainda, obrigação de lavagem das mãos com agua e sabão a entrada em todos os estabelecimentos e instituições publicas e privadas, limitação de aglomeração de pessoas nas vias publicas, cofinamento domiciliar obrigatório para pessoas com resultados de testes do COVID-19 positivos de forma para diminuir o risco de contagio.

 Desaconselhando de funerais e velórios com mais de 25 pessoas. Os funerais das vítimas com COVID-19. Permitindo a realização de missas e cultos, em dias alternados, com ocupação de 50% da capacidade de lotação das igrejas ou templos, respeitando as regras gerais sanitárias, disse Adelino Lucas.

Uma serias de medidas tomadas pelo governo anunciada pelo porta-voz “ é permitido a realização de palestra e reuniões em espaços fechados que não devem exceder a lotação de 50% da capacidade da sala, a pratica do desporto de lazer pelos cidadãos executado as modalidades colectivas, pelo alto risco de contagio que elas comportam”, lembrando ainda “ he concedida uma autorização especial para a realização especial para a realização dos treinos e do próximo jogo internacional da seleção Nacional de futebol 11, que devera ser realizado a porta fechada, com a obrigatoriedade de testagem previa de todos os jogadores e staff técnico”.

“ os restaurantes podem praticar o horário normal de funcionamento definitivo pelas autoridades competente , com ocupação  de metade da capacidade dos estabelecimentos e um máximo de 5 pessoas por mesas”, disse .

“ Manter-se encerados as discotecas devido o alto riscos, os mercados municipais podem praticar o horário  de funcionamento das 5h as 17h, respeitando as regras sanitárias, com enceramento aos domingos”  lembrando outras medidas como proibição as visitas aos doentes com COVID-19. A proibição de festas populares, idas a praia para banhos e mergulhos, respeitando as regras gerais sanitárias.

Octávio Soares

 Octáv

 

 

 

   

 

 
 
Jornal Tropical | Todo Direito reservado | Av. Marginal 12 de Julho | São Tomé e Príncipe | jornaltropical05@hotmail.com - 00239 9923140