Contacto -: +239  9923140 -jornaltropical05@hotmail.com

 

 

 

Jovens Advogados distinguem​ Alexis Tam como personalidade do ano

Lisboa, 29 de Outubro de 2022 –   Alexis Tam, representante da Delegação Económica e Comercial de Macau, em Lisboa, é a escolha da Associação Internacional de Jovens Advogados de Língua Portuguesa (JALP) como a personalidade lusófona 2022. A escolha de Alexis Tam deve- se, sobretudo,  ao seu percurso académico e profissional de excelência e à defesa e promoção intransigente da língua portuguesa, além fronteiras, nomeadamente em Macau. “ Foi também uma das personalidades que desde o início da JALP nos acompanhou,  e que no nosso primeiro  aniversário, realizado sob o espectro da pandemia e sob fortes restrições, fez questão de comparecer”, esclarece o presidente da JALP, Francisco Goes Pinheiro. 

O anúncio da personalidade lusófona 2022 aconteceu na passada noite, na II Gala de Aniversário da JALP, que decorreu no Word of Wine, no Porto. Além de Alexis Tam, foram distinguidas também outras personalidades que se destacaram ao longo do ano em curso, nas categorias de associado efetivo, associado coletivo, associado honorário e comissão especializada. 

A Associação Internacional de Jovens Advogados de Língua Portuguesa conta actualmente com mais de 350 associados, oriundos dos países e jurisdições de língua portuguesa, Angola, Brasil, São Tomé e Príncipe, Moçambique, Guiné-Bissau, Macau e Timor, para além de Portugal. 

De acordo com a organização, o mandato que agora termina permite fazer um balanço muito positivo no que concerne à consolidação da associação no panorama jurídico lusófono, havendo planos para novos projectos de crescimento e descentralização no horizonte a curto prazo, com vista à aproximação da JALP aos seus associados, sem desvirtuar o espírito que caracteriza a associação.

A JALP afirma-se como um pólo agregador e uma voz ativa e intransigente das inquietações e interesses dos advogados ou advogados estagiários inscritos em diversos países que integram a Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP). Com sede em Portugal, a JALP quer ter um papel relevante no enquadramento dos jovens advogados no contexto jurisdicional lusófono e no movimento linguístico-cultural onde se insere.

A Direcção da JALP é composta por Francisco Goes Pinheiro (presidente) Márcia Martinho da Rosa e José Briosa e Gala (vice-presidentes), Natália Campos Rocha (vogal), João Luz Soares (vogal), Ricardo Henrique Tomás (vogal) e Raquel Soares Lourenço  (secretária-geral). Integra a Mesa da Assembleia Geral, Manuel Ferreira Mendes (presidente), Carlos Eduardo Coelho (vice-presidente) e Maria Inês Costa (secretária). O Conselho Fiscal é composto por Catarina Fernandes (Presidente), José Borges Guerra (Vice-Presidente) e Barros Gaspar Simão (Vogal).

Podem fazer parte da Associação Internacional de Jovens Advogados de Língua Portuguesa quaisquer advogados ou advogados estagiários inscritos nas respetivas ordens profissionais de qualquer país da CPLP, desde que a inscrição definitiva não tenha ocorrido há mais de vinte anos.

Podem, ainda, integrar a JALP os membros honorários e coletivos, sendo os primeiros, advogados que se notabilizaram no exercício da profissão ou no contexto da CPLP e os associados coletivos, as entidades que desempenhem um papel de relevo nas jurisdições anteriormente referidas ou que prossigam interesses comuns ou similares aos prosseguidos pela associação.
A Associação Internacional de Jovens Advogados de Língua Portuguesa visa ainda a proteção da língua portuguesa no contexto da profissão de advogado e o futuro dos advogados e advogados estagiários na CPLP.

Gabinete de Imprensa

Rogério Bueno de Matos

Ana Clara Quental