Mariano Assanami Sabino, agradece cooperação e pede reforço de programas para o ensino da Língua Portuguesa em Timor-Leste

user 28-May-2024 Internacional

O Vice-Primeiro-Ministro, Ministro Coordenador dos Assuntos Sociais, Ministro do Desenvolvimento Rural e Habitação Comunitária, Mariano Assanami Sabino, reuniu-se na ultima semana concretamente na manhã de sexta feira (10 maio), com a Presidente do Instituto Camões (IC), Ana Paula Fernandes e com a Embaixadora de Portugal em Timor-Leste, Manuela Bairos.

Nesta reunião, entre outros assuntos, foi abordada a cooperação do IC em Timor-Leste, bem como todo o trabalho que tem sido desenvolvido ao longo dos anos no país.

O Vice-Primeiro-Ministro, começou por agradecer todo o empenho e disponibilidade do IC na promoção e ensino da Língua Portuguesa em Timor-Leste, nos vários níveis de escolaridade. Lembrou ainda a formação que é dada aos professores Timorenses para que também eles ensinem em Português e as bolsas de estudo que são atribuídas a estudantes timorenses, que são fundamentais para os jovens de Timor-Leste.

“Quero aproveitar a presença da senhora Presidente do Instituto Camões e da senhora Embaixadora de Portugal, e agradecer todo o empenho que tem havido da vossa parte na promoção da língua Portuguesa em Timor-Leste. Seja por via ensino, seja por via cultural, todas as atividades são fundamentais para a consolidação da Língua Portuguesa nas gerações futuras”, disse o Vice-Primeiro-Ministro.

Mariano Assanami Sabino, aproveitou a ocasião para pedir mais projetos para que se fale cada vez mais Português, para que, como disse, “se fale a Língua Portuguesa nos mercados, na rua e deixe de ser um idioma utilizado apenas por alguns”.

Ana Paula Fernandes, Presidente do Instituto Camões, agradeceu a reunião, numa semana em que em conjunto com a Embaixada se encontram a preparar o programa de cooperação para os próximos 5 anos.

“É muito importante esta reunião com o senhor Vice-Primeiro-Ministro, porque Portugal estará sempre presente e responder às prioridades do Governo de Timor-Leste, e assim dar resposta às suas pretensões”, disse a Presidente do Instituto Camões.

A dirigente referiu ainda que, quanto às Bolsas de Estudo, há uma intenção do IC em aumentar o número de Bolsas, não só para estudantes, mas também bolsas para capacitação dos funcionários da Administração Pública.

Por seu lado a Embaixadora de Portugal em Timor-Leste, Manuela Bairos, lembrou que há muitos projetos de promoção e ensino da Língua Portuguesa, e que alguns deles não são mediáticos, dando o exemplo de projetos no ensino pré-escolar em parceria com congregações religiosas.

“Lembro ainda o pedido do senhor Vice-Primeiro-Ministro de levar o ensino da Língua Portuguesa às zonas mais remotas de Timor-Leste, e aí a colaboração com a sociedade civil através do GASC - Gabinete de Apoio à Sociedade Civil, se pense em soluções adequadas”, disse a Diplomata.

Participou também na reunião, Joaquim Freitas, Coordenador do GASC, que pediu um reforço de cooperação e a reativação do programa Mais Português, “espero que com o esforço de todos se possa fazer um trabalho de importante em prol da Língua Portuguesa. Vamos em breve a Portugal com a intenção de em conjunto com a sociedade civil e as várias ONGs Timorenses e Portuguesas, se reforce o ensino a Língua Portuguesa”, disse o dirigente, concluindo a sua intervenção a pedir uma cooperação mais forte no futuro, para fazer boas transformações no País.

 Participaram também na reunião o Vice-Presidente do Instituto Camões, Ricardo Vitória, elementos do corpo diplomático Português e demais assessores.

 

Notícias Relacionadas

Noticias Recentes