Director: Octávio Soares - Contacto: 00239 9923140 - E-mail: tropical05@hotmail.com - www.jornaltropical.st

 
 
Publicidades
Afriland First BanK- O Banco de confiança

Transferir STome_logo_cmyk.jpg (1075,9 KB)

PESTANA SÃO TOMÉ
OCEAN & SPA HOTE

Grupo Pestana em São Tomé garante a qualidade dos serviços aos seus clientes  

siga-nos no Facebook

https://www.facebook.com/SaoTomePestana

 

 

 

S. Tomé e Príncipe acolhe seminário sobre a

 segurança marítima e crimes marítimos

Nações Unidas está a apoiar os países do golfo da Guiné na luta contra a pirataria e a criminalidade de forma mais ampla através de um programa global deste organismo contra o clima com o fundo de Estados Unidos América de Norte.

 7de Novembro 2016 Ontem, terça-feira, 6 de Dezembro, arrancou na capital País, um seminário de três dias destinados aos magistrados, juízes, procuradores e assessores jurídicos de S. Tomé e Príncipe.

O ateliê decore no Hotel Pestana, reunido os representantes dos países da Costa do Marfim, Gana, Camarões, Gabão incluído S. Tomé e Príncipe sobre o lema “ Enquadramento Legal Sobre o Combate a Criminalidade Marítima”.

O seminário tem como objetivo de consciencializar o contexto as jurisdições dos instrumentos jurídicos disponíveis a matéria de segurança marítima e crimes marítimos, para magistrados, juízes, procuradores e assessores jurídicos.

No decorrer do seminário, os peritos dos respectivos países irão analisar as questões relevantes em matéria de pirataria, na convenção dos direitos do mar das Nações Unidas de legislação nacional vigente nos países envolvidos no programa.

A coordenadora residente do PNUD,  Zaira Nikary , destacou a importância do seminário “ é com imenso prazer que dirijo hoje em nome das Nações Unidas nesta cerimonia de abertura deste importante atelier, destinados aos magistrados, juízes , procuradores e assessores jurídicos de S. Tomé e Príncipe”.

 “Esta formação vai decorrer vários dias que vai permitir os diferentes representantes da justiça do país para melhorar os conhecimento na luta contra a criminalidade marítima e estarem melhor capacitados para poder julgar esses negócios e desenvolvimento de sessões a volta das disposições pertinentes das convenções sobre os direitos do mar das Nações Unidas”, disse Zaira Nikary.

“É um ponto importante para o país. S. Tomé e Príncipe é uma ilha e por resultado o mar considerado economia dita azul é essencial para o país, sabendo como proteger dos ataques que podem ter lugar contra os interesses do arquipélago, a sua população investe de uma importância comercial”, sublinhou a coordenadora.

O.Soares

 

 

 

 

 

 

 

 

   
 

 

CERVEJEIRAROSEMA 

 

   

Transferir STome_logo_cmyk.jpg (1075,9 KB)

   

   
Câmara Distrital de Água Grande    

LUMEN  CRISTO Limitada 

   
 
 
Jornal Tropical | Todo Direito reservado | Av. Marginal 12 de Julho | São Tomé e Príncipe | jornaltropical05@hotmail.com - 00239 9923140