Director: Octávio Soares - Contacto: 00239 9923140 - E-mail: tropical05@hotmail.com - www.jornaltropical.st

 
 
Publicidades
Afriland First BanK- O Banco de confiança

Transferir STome_logo_cmyk.jpg (1075,9 KB)

PESTANA SÃO TOMÉ
OCEAN & SPA HOTE

Pestana Miramar em São Tomé decidiu o Grupo Pestana efetuar, ao longo do passado mês, um conjunto de acções de renovação, no sentido de melhorar a qualidade dos serviços fornecidos aos clientes   

siga-nos no Facebook

https://www.facebook.com/SaoTomePestana

 

 

São Tomé e Príncipe: Barcos europeus acusados de praticar "chacina de peixe" em águas santomenses

http://www.telanon.info/wp-content/uploads/2009/06/

28 de Setembro 201 O atum e o tubarão tem sido alvos de "ataques violentos" por parte de navios pesqueiro europeus, denunciou segunda-feira o director do Instituto Marítimo e Portuário, Jorge Coelho.

Num programa informativo e recreativo da Televisão Pública, Coelho declarou que as autoridades santomenses desconhecem a quantidade de pescado que sai das suas águas no âmbito do acordo com a União Europeia (UE) e que, por isso, o país decidiu formar quadros para melhor gerir seus recursos haliêuticos.
  
“Temos gás, petróleo, água, algas marítimas, pedras preciosas. O mar de São Tomé e Príncipe é rico daí a necessidade para o Estado defender os recursos haliêuticos nele existentes", defendeu.

Também defendeu que a insalubridade das ilhas equatoriais deve ser transformada em vantagem para a economia nacional.

O responsável destacou na ocasião que o país tem poucos quadros especializados nesta matéria para defender os interesses do Estado.

Para colmatar o défice de quadros, 14 jovens deverão seguir em breve para Brasil a fim de se formarem em marinha mercante neste país durante seis anos.

Jorge Coelho disse que as Nações Unidas, através dos sectores competentes, têm conhecimento de que o atum e o tubarão têm sido alvos de chacina”.

Apontou por outro lado que esses ataques têm sido feitos com traineiras e que os peixes saem das águas santomenses para o Gabão e a  Guiné Equatorial em navios pesqueiros.

Jorge Coelho reiterou que as autoridades santomenses desconhecem a quantidade de pescado que sai das suas águas para a Europa, no âmbito do acordo celebrado entre o Estado e a UE.

da redção com angop

 

 

 

 

   
 

 

CERVEJEIRAROSEMA 

 

   

Transferir STome_logo_cmyk.jpg (1075,9 KB)

   

   
Câmara Distrital de Água Grande    

LUMEN  CRISTO Limitada 

   
 
 
Jornal Tropical | Todo Direito reservado | Av. Marginal 12 de Julho | São Tomé e Príncipe | jornaltropical05@hotmail.com - 00239 9923140