Director: Octávio Soares - Contacto: 00239 9923140 - E-mail: tropical05@hotmail.com - www.jornaltropical.st

Publicidades
Afriland First BanK- O Banco de confiança

Programa de Apoio Participativo à Agricultura Familiar e Pesca Artesanal (PAPAFPA)
 
Transferir STome_logo_cmyk.jpg (1075,9 KB)

siga-nos no Facebook

 https://www.facebook.com/SaoTomePestana

 

 

São Tomé/Eleições: PM eleito afasta formação de Governo de coligação

 

 

25-10.2014 O presidente da Acção Democrática Independente (ADI), Patrice Trovoada, vencedor com maioria absoluta das eleições legislativas em São Tomé e Príncipe, garantiu que não vai fazer coligação para formar Governo.

"As eleições tiveram lugar, os resultados são claros, o mandato do ADI é claro, e para que isso fique também bastante claro, o ADI irá governar sozinho, sem coligações", explicou Patrice Trovoada, em declarações aos jornalistas no final do dia de quinta-feira, após o reconhecimento dos resultados eleitorais pelo Tribunal Constitucional.

O líder da ADI assumiu também que será ele "o candidato único" para chefiar o próximo executivo, uma vez que é o "candidato que toda a gente conhece e que foi a figura apresentada durante a campanha".  
 
Patrice Trovoada referiu que o país "precisa de mudança, precisa de reformas profundas e precisa de ver resultados, sobretudo no que diz respeito à luta contra a pobreza".  
 
Reafirmou o compromisso do seu Governo de "bem servir e lutar para a melhoria das condições de vida das nossas populações".  
 
Patrice Trovoada lembrou que dentro de 30 dias a nova assembleia deve ser empossada e anunciou para hoje um encontro entre uma delegação do seu partido, chefiada pelo secretário-geral, Levy Nazaré, com o ainda presidente do parlamento, Alcino Pinto, destinada a preparar a formação do novo hemiciclo.
 
"Nós consideramos que o país está numa situação difícil, enfrenta problemas económicos e financeiros sérios e que convém que o mais rapidamente possível, sobretudo na ausência do orçamento para 2015 se possa ter o Governo legítimo a assumir plenamente as suas responsabilidades", explicou o futuro Primeiro-ministro são-tomense. 
 
O líder da ADI considerou que tendo havido já um resultado das eleições de 12 de Outubro, o Governo do Primeiro-ministro Gabriel Costa deve "cessar todos os atos que não são urgentes, indispensáveis" porque "podem constituir constrangimentos ou dificuldades acrescidas para a próxima governação".
 
Patrice Trovoada reafirmou o desejo do seu partido em manter um clima de diálogo com todos os atores políticos, "no respeito pela oposição, na busca de consensos quando for necessário, sempre para o bem do povo são-tomense, mas que todos entendam que o povo deu um sinal claro de mudança do poder, mudança de hábitos".  
 
São Tomé e Príncipe realizou eleições legislativas, autárquicas e regional em 12 de Outubro passado e na quinta-feira o Tribunal Constitucional confirmou a vitória da ADI com maioria absoluta, conquistando 33 dos 55 assentos no parlamento são-tomense. Angolapress  
 

 

 

 
 
   
 
 
Jornal Tropical | Todo Direito reservado | Av. Marginal 12 de Julho | São Tomé e Príncipe | jornaltropical05@hotmail.com - 00239 9923140